Série do Justiceiro ganha trailer ao som do Metallica!

A imagem pode conter: noite e texto

Netflix acabou de revelar o primeiro trailer completo da série Marvel – O Justiceiro. Veja:

Sinopse:

Depois de se vingar dos responsáveis pela morte da sua esposa e filhos, Frank Castle (Bernthal) desvenda conspiração mais profunda que submundo do crime em Nova York. Conhecido agora na cidade como Justiceiro, ele precisa descobrir a verdade sobre as injustiças que afetam mais do que apenas sua família.

A série é produzida pelos showrunners Steve Lightfoot (Hannibal), Jim Chory e Jeph Loeb (Os Defensores), que também atua como chefe de televisão da Marvel.

O elenco também apresenta Ebon Moss-Bachrach (GirlsThe Lake House), Deborah Ann Woll (Marvel – DemolidorTrue Blood), Ben Barnes(Westworld), Amber Rose Revah (Emerald City , Indian Summers), Michael Nathanson (The Knick , O Lobo de Wall Street ), Jaime Ray Newman (Bates Motel), Jason R Moore, Daniel Webber (11.22.63) e Paul Schulze (Nurse Jackie).

Marvel – O Justiceiro segue ainda sem uma date de estreia defendia!

 

Anúncios

A série dos Defensores ganhou o seu primeiro trailer, assista:

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, sapatos e texto

A Netflix Brasil revelou o primeiro trailer da primeira temporada de Os Defensores. Veja o Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e o Punho de Ferroem ação juntos:

A série vai unir Os Quatro Heróis: Punho de Ferro (Finn Jones), Demolidor(Charlie Cox), Luke Cage (Mike Colter) e Jessica Jones (Krysten Ritter). Sigourney Weaver será uma vilã, cuja identidade ainda não foi revelada.

Os Defensores estreia dia 18 de agosto.

Veja o cartaz da série do Justiceiro feito por fãs!

O ator Jon Bernthal usou seu perfil no Instagram para divulgar um pôster da série do Justiceiro na Netflix feito por uma fã, logo em seguida o post foi apagado. O ator que Ben Barnes também está na série postou a imagem que você pode conferir logo abaixo. Veja:

Na série, Bernthal volta ao papel do vigilante ao lado de Deborah Ann Woll (Karen Page). Ben Barnes (As Crônicas de Nárnia) será Billy Russo, melhor amigo de Frank Castle da sua época nas Forças Especiais e alter-ego do vilão Retalho nos quadrinhos. Ebon Moss-Bachrach (Girls) interpretará Microchip, um antigo analista da NSA cujos segredos podem ser de grande valor para Frank Castle e todos ao seu redor. Amber Rose Revah (O Filho de Deus, Emerald City) será Dinah Madani, uma sofisticada e altamente treinada agente da Homeland Security que entra em conflito com o Justiceiro.

Justiceiro não tem data de estreia definida, mas chega ainda em 2017.

Novo longa do Godzilla em anima ganhou seu primeiro pôster!

GZL_STV_RGB_A587x330

Godzilla o rei dos monstros vai ganhar um novo longa, dessa vez em anime, a Polygon Pictures responsável pela produção divulgou as primeiras imagens oficiais do longa intitulado de Godzilla: Kaiju Wakusei (Monster Planet) no Japão. Veja:

Este slideshow necessita de JavaScript.

A trama do filme é uma história inédita que se passa em um futuro não muito distante. No século XX, a humanidade soube da existência do Godzilla e, após diversas derrotas, fez um plano para sair da terra e habitar outro planeta. Porém, os cálculos estavam errados e após uma viagem de 20 anos, os humanos perceberam que o planeta escolhido não tinha condições para a vida. O protagonista da trama é Haruo, que viu seus pais serem mortos pelo Godzilla quando tinha 4 anos e agora só quer voltar para a Terra e derrotar o animal. Ao voltarem, no entanto, já se passaram 20.000 anos na Terra, que agora tem seu ecossistema controlado pelo monstro.

Godzilla: Kaiju Wakusei tem direção de Kôbun Shizuno, que trabalhou com o estúdio no anime Knights of Sidonia da Netflix, e Hiroyuki Seshita, de BLAME! e AJIN. O longa será lançado nos cinemas japoneses no fim do ano, antes de ser divulgado pela Netflix nos EUA.

Versão americana de Death Note da Netflix ganhou seu primeiro teaser!

A Netflix US & Canada acabou de divulgar o primeiro teaser do longa Death Note, adaptação do mangá/anime que está sendo produzida pela Netflix. Assista o teaser:

https://www.youtube.com/watch?v=zS9UW2xjdqE

Nat Wolff (A Culpa é das Estrelas, Cidades de Papel) vive Light Turner (que mudou de sobrenome para a versão ocidental), um estudante que encontra um caderno que causa a morte de quem tem o nome escrito nele. Depois de constatar o assombroso efeito, ele começa a exterminar criminosos, sob a alcunha de Kira. Logo ele passa a ser caçado por L (Lakeith Stanfield), o maior detetive do mundo.

O filme original Netflix é dirigido por Adam Wingard (Bruxa de Blair) e estrelado por Nat Wolff (Cidades de Papel), Margaret Qualley (The Leftovers), Lakeith Stanfield (Get Out), Paul Nakauchi (Piratas do Caribe: No Fim do Mundo), Shea Whigham (American Hustle) e Willem Dafoe (Spider-Man).

Death Note vai estrear exclusivamente no Netflix em 25 de agosto.

Crítica | Punho De Ferro – Primeira Temporada!

Uma trama lenta e pouca ação marcam Punho de Ferro, o primeiro grande deslize da parceria Marvel/Netflix.

KICK_Danny_POR

Como é de costume, a Netflix liberou seis dos 13 episódios da primeira temporada da série do Punho de Ferro para a imprensa. Não demorou muito e as primeiras críticas começaram a circular pela web, e os críticos não ficaram nada satisfeitos com o que viram. A série foi brutalmente criticada pela imprensa, a qualificação de Punho de Ferro foi a pior das séries da Netflix em parceria com Marvel, foram duras críticas mesmo, os textos apontaram os mais diversos erros em quase todas as áreas. Mesmo assim, acordei as 4:00 da manhã da sexta-feira (17), para começar minha maratona. Conseguir ver todos os 13 episódios no mesmo dia fazendo algumas pequenas pausas, com isso posso afirmar que a grande maioria das críticas que destruíram a série são exageradas em suas colocações. Punho de Ferro é uma série boa, não vou fazer rodeios, quem estiver em dúvida se vai ver ou não pode deixar a dúvida de lado e comece a ver a saga do último defensor agora mesmo.

Punho de Ferro é de longe a série mais fraca entre as quatro lançadas pela Marvel/Netflix isso é um fato, mas isso não necessariamente um problema, apenas Demolidor e sua primeira temporada conseguiu agrada público e crítica, Jessica Jones e Luke Cage ambas boas não conseguiram alcançar a mesma qualidade. Neste texto vou abortar os principais problemas que impediram que a série tivesse sido tão boa quando a série do Demolidor, claro que pelo meu ponto de vista, o que escrevo aqui não é a verdade absoluta, é apenas minha visão e compreensão de tudo aquilo que vi. Antes, quero dizer novamente que Punho de Ferro é uma boa série de ação que vale apena ser vista e que vai agradar principalmente aqueles que não conheciam o personagem dos quadrinhos. Eu poderia aqui listar inúmeros problemas da série, mas vou comentar apenas três que na visão são os que mais prejudicaram o resultado final.

A começar pela direção e o roteiro. Depois de ler alguns comentários, percebi que muitos daqueles que não gostaram da série eram pessoas que esperavam ver uma temporada semelhante aos filmes clássicos de kung-fu dos anos 80 e 90, com muita porrada e chuta na cara, mas, o roteiro e a direção optaram por fazer de Punho de Ferro um drama familiar/corporativo (afff). Todos esperavam ver o Danny mais poderoso, usando sua técnica secreta em seus inimigos, muita porrada e coisas do tipo, ao invés disso o que temos é um personagem imaturo, que não sabe o que quer, ingênuo ao ponto de ser facilmente manipulado pelas pessoas. Ao longo dos episódios fica claro que a intenção era mostrar o quando Danny ainda está longe de ser o Punho de Ferro forte e poderoso que todos esperavam. O problema é isso não funcionou na prática, temos muito falatório, várias cenas na sala de reuniões da empresa que leva o nome do protagonista, Danny é um personagem mau desenvolvido que não sabe o que quer para si, hora ele quer vingança pela morte de seus pais, em outra ele quer proteger Kun-Lun, em outra destruir a organização Tentáculo, em outra luta consigo mesmo para descobrir seu real propósito, tudo muito chato e cansativo que se arrasta pelos 13 episódios.

Isso nos leva a outro problema, o elenco. Dentre as quatro séries, Punho de Ferro é a que tem o pior casting de todas, a maioria dos atores são ruins, não conseguiram entender seus personagens e não entregam uma boa atuação, Finn Jones que vive o protagonista Danny funciona como o jovem milionário perdido que não sabe o que fazer agora que tem uma grande empresa para ajudar administrar, mais como o garoto perdido que passou 15 anos em um cidade mística em outra dimensão treinando para se torna na arma viva conhecida como Punho de Ferro, ai não, não funcionou mesmo. A interpretação do ator é fraca e não passa emoção alguma, nos momentos de raiva você não sente que ele está realmente com raiva é tudo muito mecânico e superficial demais. Todo o núcleo que se passa nas Industrias Rand é ruim, Tom Pelphrey e Jessica Stroup são tão ruins que prefiro não comentar. A grande surpresa do elenco é Jessica Henwick que vive o interesse amoroso de Danny, Henwick foi única que conseguiu deixar sua personagem interessante e menos esquecível, quando penso na série as cenas de luta e diálogos dela logo me vem à mente.

Por último, o vilão. Vilões de qualidade são raros nas produções da Marvel, seja no cinema ou na TV e infelizmente Punho de Ferro não tem nenhum, a trama brinca com o espectador o tempo todo, a Danny não tem um antagonista direto um oponente a sua altura, diferente de Demolidor e Jessica Jones onde seus vilões estão presentes desde o primeiro episódio, não se espante se em diversos momentos você vai parar e se perguntar contra quem o Danny está lutando dessa vez, vou logo adiantando, são pelo menos três vilões diretos e outros indiretos e um rival, o mesmo erro de Luke Cage, a coisa é tão séria que você fica esperando um combate final que nunca acontece.

Ainda há outros pontos que eu poderia comentar aqui, porém esses são os principais, reitero mais uma vez que a série é boa e foram esses deslizes que não a deixam ser melhor. Sinceramente eu não sei porque disso, talvez seja a pressa, Punho de Ferro quase não saiu do papel e as coisas foram acontecendo de uma forma muito rápida e por conta disso as coisas não puderam ser feitas com melhor qualidade. Agora nos resta esperar para ver quais rumos a série dos Defensores vai trilhar, existem muitas pendencias deixadas na séries de cada defensor para seriem resolvidas em apenas 8 episódios, é esperar pra ver.

Avaliação do Crítico: Regular

Ficha Técnica

Formato: Série

Desenvolvedor(es): Scott Buck

Gênero: Ação, Drama, Fantasia

Duração: 60 minutos

Distribuída por: Netflix

Elenco: Finn Jones; Jessica Henwick; David Wenham
Jessica Stroup; Tom Pelphrey; Rosario Dawson

N.º de temporadas: 1

N.º de episódios: 13

The Discovery | Filme da Netflix com Jason Segel e Robert Redford ganha seu trailer completo!

A Netflix divulgou o trailer completo do seu mais novo filme original, The Discovery. Assista:

No filme, um cientista (Robert Redford), consegue comprovar cientificamente que existe vida após a morte. Um anos depois da descoberta, milhões de pessoas recorrem ao suicídio para chegar lá. Um homem e uma mulher se apaixonam nesse cenário nada propício ao amor enquanto tentam aceitar as suas próprias tragédias pessoais e descobrir a verdadeira natureza do pós-vida. Jason Segel (How I Met Your Mother)será o filho de Redford, um homem que começa a se apaixonar por uma mulher chamada Isla, interpretada por Rooney Mara (Millennium: Os Homens que Não Amavam as Mulheres). Isla é descrita como tendo um passado trágico, então podemos assumir que a existência de vida após a morte vai mudar isso de alguma forma. O filme foi escrito e dirigido por Charlie McDowell.

A descoberta

Este slideshow necessita de JavaScript.

The Discovery estreia na Netflix Brasil dia 31 de Março.